5.0

Comportamento

Tudo como sempre foi...

Troca de Aliança

Observando com atenção as regras de acasalamento ao longo da história, podemos notar que praticamente nada mudou depois de Adão e Eva.
Para escolher uma fêmea, o homem sempre procurou nela algo que lhe atraísse, o que variava de acordo com a época, povos e culturas: olhos, tornozelos, busto, pernas etc.

Enfim, por quase dois mil anos (dois mil anos!), fomos ensinados a procurar na mulher a qualidade que despertasse a nossa fantasia e o nosso desejo.

Por sua vez, a mulher aprendeu a usar a sutileza para atrair o homem com esse elemento de sedução.
Antigamente, afim de atingir o seu objetivo, o sexo, o homem precisava oferecer um compromisso em troca: o casamento.
Porém, a vida moderna nas grandes metrópoles do mundo contempla a liberação sexual da mulher e as relações cada vez mais interpessoais que acontecem em meio a milhões de pessoas, apressadas e incógnitas.

Nas grandes cidades, ninguém se conhece.

Portanto, hoje pode-se constatar duas diferenças básicas que se incorporaram à nossa realidade:

  1. Fazemos parte da primeira geração que assume a prática do sexo antes do casamento. Isso significa, para os homens, que a mulher perdeu o seu poder de barganha.
  2. As cidades são tão grandes que não temos como conhecer a procedência das pessoas (portanto, das mulheres), o que exige mais eficiência no processo de seleção da fêmea.

Assim, o homem que vive nessas grandes cidades aprende, numa tradição passada de pai para filho, que precisa testar cada mulher que conhece.
E costuma fazer isso com muito prazer...
Aliás, com tanto prazer, que, às vezes, chega a se esquecer de que ele pode escolher uma e parar de testar.

Relações interpessoais mudaram o poder de barganha da mulher.

Veja bem, entre milhares de possibilidades, ele não tem nenhuma referência de quem pode ser uma mulher especial. Ele não conhece nada sobre o seu passado, sobre a história da sua vida.

Em outros termos, hoje o homem precisa e pode provar da mulher sem oferecer o certificado de matrimônio.
Por isso é que, na visão masculina, a mulher acabou perdendo o seu poder, o seu trunfo de barganha.
Portanto, a cabeça do homem de hoje não mudou nada com relação a seus antepassados, mas a sua situação melhorou muito (do seu próprio ponto de vista).

Na verdade, a situação passou a ser bastante cômoda, oferecendo a possibilidade de sexo à vontade, sem ter de necessariamente sustentar um relacionamento.

O comportamento continua o mesmo, mas a situação do homem melhorou muito.

E o que é pior para as mulheres: enquanto o homem se mantém nessa fase de testes, ele pode manter cinco "cadastros" (você já conhece a definição) ao mesmo tempo e divertir-se muito com várias parceiras.
Como os critérios evolutivos nesses testes baseiam-se 90% no comportamento sexual, não é difícil perceber como está gostoso para os homens manterem essa situação.
Você, mulher, precisa estar preparada e consciente de que isso pode estar acontecendo ou virá a acontecer com você. Conhecendo a realidade, o que vier é lucro.
Ao mesmo tempo, você precisa aprender a lidar com um conceito que vem da educação/criação dos homens, na qual o casamento significa que eles vão perder a liberdade e que a mulher vai ganhar a dela.

Para o homem de hoje, casamento significa perda de liberdade.

Compreenda bem a situação: para os homens a imagem da mulher diante do casamento é a de um pássaro que, para sair da gaiola, tem que convencer outro a entrar nela!

Eduardo Nunes


Professional Coach

Eduardo Nunes é Coach Professional and Life Coaching, certificado pela SLAC - Sociedade Latino Americana de Coach, reconhecido pela ICI – International Association of Coaching Institutes e consultor de marketing pessoal feminino, especializado na visão do homem.

Escreveu:

"Sedução - uma estrada de mão dupla"
(Tudo que uma mulher moderna deveria saber e que nós homens já deveríamos ter dito)

"Seduzir - Onde tudo começa"
(Amor, Família, Negócios e Sexo)

"O Segredo das Mulheres Apaixonantes"
(Dicas para seduzir o homem certo ou lidar com os homens errados)

Contato: 4323.0596 ou 4323.0617 - Para agendamento de atendimento, coaching ou cursos.
Site: seduzir.com.br  |  E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  |  Facebook: http://www.facebook.com/eduardonunes007